A forma como se avalia o resultado de uma loja física precisa mudar.

A abertura de uma loja física numa determinada região aumenta em 52%, em média, o número de cadastros online de clientes que vivem naquela região.

Ou seja: implantar uma loja física num determinado mercado tende a aumentar as vendas online para consumidores que vivem naquele mercado.

Ou seja: parte das vendas online não aconteceria se a loja física não existisse.

A questão é que é muito complexo medir e alocar os resultados. Quem é responsável por gerar cada uma das vendas?

Se a mesma empresa é dona da loja física e da loja online, isso não é um problema. Ou é um problema bem menor.

Porém, na maioria das redes de franquias, o franqueado que opera a loja física não tem nada a ver com a loja online, cujas vendas são do franqueador.

Em algum ponto será preciso desenvolver um modelo que permita avaliar cada loja física pelos resultados gerados fora dela.