Para ser um bom profissional, é preciso reunir inúmeras qualidades. Competência, ética, responsabilidade e experiência são algumas delas. Mas a talvez uma das qualidades mais importantes é inspirar confiança.

Não existe nada pior do que alguém que promete algo e não cumpre. Alguém que se compromete com a equipe e, no momento mais importante, se esconde e faz de desentendido. Alguém que tem um discurso maravilhoso, porém vazio. Pessoas que só falam as coisas da boca pra fora.

Uma relação de confiança é algo que se constrói ao longo do tempo. É um bem muito precioso.

Começa sempre com um compromisso: alguém se compromete com algo e cumpre o prometido. Ao fazer isso, essa pessoa ganha pontos com seu interlocutor – pode ser o chefe, um colega de trabalho, um subordinado.

Ao cumprir o que promete ao longo do tempo, esses “pontos acumulados” se transformam em um contrato implícito entre as duas partes. É como se um dissesse para o outro: “eu sei que posso contar com você”.

Mas, para construir a confiança, não basta apenas ser responsável, pontual, entregar o que prometeu. É preciso ser coerente. Suas palavras e pensamentos têm que combinar com seus atos.

Chefes que falam aos quatro ventos sobre a importância de valorizar os funcionários e, nos bastidores, maltratam seus subordinados não inspiram confiança alguma. São incoerentes.

A mesma coisa acontece com os empregados. Muitos adoram exigir respeito e responsabilidade por parte de seus superiores, mas se comportam de forma leviana com seus colegas.

Há pessoas que se acham inteligentes por ter um discurso fascinante, mas esquecem que suas atitudes tiram qualquer crédito de suas palavras. Ninguém é bobo, uma hora a máscara cai.

É claro que todos nós estamos sujeitos a deslizes. Podemos descumprir prazos, dar mancadas, falar uma coisa e fazer outra sem nem perceber.

Mas quando você é uma pessoa coerente e confiável, as pessoas facilmente irão reconhecer esses episódios como pontos fora da curva. E vão te desculpar porque sabem que essa não é a sua essência.

Porém, se você não inspira confiança, mesmo quando acertar sempre haverá alguém duvidando da sua capacidade, da sua palavra, do seu comprometimento.

Por isso, preste atenção no seu discurso, nas suas atitudes, nas suas promessas. Esse é o grande patrimônio que você irá construir na sua carreira – e na sua vida. É isso que inspira as pessoas a seguirem a sua liderança, que faz com que você indicado para outros trabalhos, que gera admiração e reconhecimento na equipe. O resto são conhecimentos técnicos, que você sempre pode aprimorar pela vida afora.

Artigo de Américo José para Folha de SP

Autor Américo José

É sócio-diretor da Cherto Atco, formado em Propaganda e Marketing. Atua há mais de 20 anos como consultor de empresas, desenvolve e ministra programas de treinamento. Colaborador das revistas Abcfarma, Novo Meio e Meu Próprio Negócio. Colunista da Folha de S.Paulo

Mais posts de Américo José

Deixe um comentário