*Por Filomena Garcia

Uma das principais características de um empreendedor é a sua capacidade de sempre acreditar que é possível realizar um sonho ou atingir uma meta, mesmo quando os obstáculos parecem intransponíveis.

O empreendedor não é apenas aquele que acredita em si mesmo, mas aquele que acredita no seu poder de realização, na capacidade de engajar os outros a seguirem em sua mesma direção. É essa crença que o move no momento em que decide empreender.

No mundo dos negócios, os verdadeiros empreendedores olham primeiro para si, para dentro, entendendo todos os seus potenciais e também suas fragilidades. Depois de analisar seu perfil e sua capacidade, eles olham ao redor e começam a avaliar quais recursos irão precisar para por em prática uma nova iniciativa, seja ela a abertura de uma empresa, a ampliação de um negócio já existente ou mesmo a criação de novos modelos de negócio.

Muitas pessoas estão abaladas pelo momento turbulento da economia e também pela crise política. É comum que, em uma fase como essa, elas se perguntem: será que o cenário pode ter um impacto negativo sobre o meu negócio? Será que está é a hora certa de dar um novo passo em minha empresa? Este é momento certo de empreender?

É lógico que qualquer negócio sofre o impacto de uma crise. Mas os resultados de uma empresa são impactados, dia após dia, por diversos outros fatores. Podem ser influenciado, principalmente, pela movimentação dos concorrentes, que podem aproveitar a indecisão dos outros para avançar e ganhar espaço – principalmente se a sua empresa só der peso para problemas da economia e outros aspectos negativos do mercado.

O Brasil já viveu, ao longo das últimas décadas, momentos excelentes da economia. Mas também viveu períodos desafiadores – e nem por isso os empreendedores sumiram ou ficaram parados. Os verdadeiros empreendedores seguiram em frente.

Aliás, é muito comum que, em momentos difíceis, as pessoas se paralisem e deixem de tomar novas iniciativas empreendedoras – o que só abre um enorme espaço para os verdadeiros empreendedores crescerem.

É lógico que cada momento pedirá determinadas precauções e exigirá que o empreendedor calibre sua dose de ousadia.  Mas ficar parado é a pior atitude que um empreendedor pode ter. Não fazer nada pode ser, isso sim, o caminho certo para uma futura falência ou para colher péssimos resultados no negócio.

Faça uma pequena reflexão: se você não está satisfeito com a sua atual situação ou com o resultado do seu negócio, não fazer nada significa que, na melhor das hipóteses, você terá o mesmo resultado ruim que está colhendo hoje, certo? Portanto, só há um jeito de modificar essa situação: é mudar a atitude e fazer algo diferente do que vem fazendo.

Para termos resultados diferentes, precisamos experimentar novos caminhos, abrir novas oportunidades. Por isso, o melhor momento para você empreender é quando você enxerga uma possibilidade que poucos estão vendo. Assim, mesmo em momentos de crise, você pode sair na frente, obter negociações diferenciadas e até mesmo abrir um novo negócio enquanto a maioria ficará paralisada, esperando que as condições do mercado melhorem.

Filomena Garcia, Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. Co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”.

Autor Filomena Garcia

É sócia-conselheira da Cherto Consultoria e membro do Conselho de Ética da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Publicitária com MBA pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Universidade de Nashville-EUA e especializada em Varejo pela FGV-SP. Coautora dos livros “Franchising – Uma Estratégia para a Expansão de Negócios” e “Marketing para Franquias”.

Mais posts de Filomena Garcia

Deixe um comentário

×
Show